Home / Cidades / MARAÚ: EM AUDIÊNCIA PÚBLICA, RAIMUNDO COSTA PEDE AGILIDADE NA MANUTENÇÃO DA BR-030 DE ACESSO À CIDADE

MARAÚ: EM AUDIÊNCIA PÚBLICA, RAIMUNDO COSTA PEDE AGILIDADE NA MANUTENÇÃO DA BR-030 DE ACESSO À CIDADE

WhatsApp Image 2019-09-28 at 08.38.10
Na intenção de sanar problemas, Coordenador Geral do DNIT afirma que uma nova administração do trecho será iniciada em novembro

Durante a Comissão do Turismo na Câmara dos Deputados, Raimundo Costa (PL-BA) realizou nesta quarta-feira (25) audiência pública com o intuito de debater a situação precária da Rodovia BR-030, trecho próximo ao Município de Maraú, Bahia. Junto ao DNIT, o deputado da pesca busca encontrar soluções imediatas para a requalificação da rodovia.

O Município de Maraú é um dos destinos turísticos baianos mais explorados. Para ter acesso às praias paradisíacas da região do Baixo Sul, é necessário que se trafegue pela BR-030. Segundo a prefeita de Maraú, Gracinha Viana, a população está “a mercê da estrada, pois ambulâncias não trafegam, o transporte escolar não trafega, a agricultura não funciona”.

Para Raimundo Costa o turismo sofre com a situação atual da rodovia BR-030. “A situação é calamitosa. Não existe asfalto na rodovia federal, é barro e lama. Um atoleiro generalizado”, afirmou. “A Audiência tem a missão de buscar todos os caminhos para atingir os objetivos que é, definitivamente, asfaltar a rodovia”, declarou Raimundo Costa, deputado federal.

Vindo de Maraú com mais onze pessoas dentro de uma van, Teófilo Soledade, taxista da região, conta com uma solução rápida. “Eu acho que é possível [recuperar a BR] com a infraestrutura de forma definitiva”, disse.

Há 6 anos o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) atua na manutenção do trecho da BR-030. “Desde 2013 o DNIT investiu quase R$ 15 milhões em manutenção [da BR-030]. No último um ano e meio, investimos apenas R$ 1 milhão”, disse Braúlio Lucena, Coordenador Geral Substituto de Manutenção e Restauração Rodoviária durante a Comissão. Em contrapartida, o Coordenador admite problemas na contratação de empresas para gerir a crise da estrada. “No total, 3 empresas estiveram a frente da manutenção da rodovia. Todas enfrentaram dificuldades. A empresa na qual assinou contrato 2018/2020, dos R$ 13,9 milhões recebidos para manutenção e conservação dos 77KM da BR-030, só utilizou R$ 1,3 milhão”.

Um processo de apuração de responsabilidade contra a empresa foi aberto. Por ora, o DNIT pretende publicar edital de licitação para contratação de uma nova empresa. “A intenção é colocar uma empresa do trecho no início de novembro”, afirmou o Coordenador Geral do DNIT. Na intenção de solucionar o problema, um projeto de manutenção elaborado pelo órgão responsável pela rodovia foi feito. “Estamos planejando fazer a recomposição do revestimento primário, que é o encascalhamento, fazendo em 2 camadas anuais. A cada seis meses a gente realiza o cascalhamento em camada de 15 cm para poder colocar um solo de melhor qualidade e de estrutura, comportando assim, o tráfego da região”.

O Presidente da Câmara de Vereadores de Maraú/BA, Manassés Santos, indica falta de orçamento pelo Governo, e pede para que “se coloque emenda de bancada para o orçamento de 2020”.

Diante de faixas expressivas durante a Comissão do Turismo, Raimundo Costa pediu agilidade na solução da precariedade atual que se encontra a rodovia da BR-030. “A necessidade é tão urgente que precisa ter uma intervenção rápida. Vamos trabalhar essa burocracia, mas ela não pode estar acima da situação que vive hoje da população e da região que depende do turismo e viver de forma digna”, finaliza.

Veja Também

PGR diz não haver ilegalidade na seleção de parte das conversas de Lula com autoridades

O vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Andrada, afirmou em documento enviado ao Supremo Tribunal Federal ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *