Home / Esportes / ‘Percebi um desânimo nos jogadores durante a semana’, revela técnico do PFC-Cajazeiras

‘Percebi um desânimo nos jogadores durante a semana’, revela técnico do PFC-Cajazeiras

Após aceitar o desafio de assumir o comando do PFC-Cajazeiras restando duas rodadas para o encerramento da fase de classificação da Série B do Campeonato Baiano, o técnico Paulo Sales não conseguiu classificar a equipe para decisão do certame estadual, após o empatar sem gols com a Unirb, neste domingo (12). No entanto, o treinador atribuiu o insucesso ao empate contra o Canaã, na rodada anterior.   “A nossa classificação ficou mais difícil no empate no primeiro jogo sob meu comando. Chegamos na terça-feira e tivemos pouco tempo para conhecer todo grupo. Iniciamos a partida sem desconcentrados e tomamos dois gols. Conseguimos recuperar com o empate, veio o terceiro gol, ao meu ver mal anulado, mas não adianta lamentar agora”, contou Sales em entrevista ao Bahia Notícias.   O treinador ainda elogiou o desempenho da equipe no empate contra Unirb, que também brigava pela classificação. De acordo com Sales, os jogadores ficaram desanimados por não dependerem apenas de seus esforços na briga pela vaga na decisão.   “No último jogo não dependíamos só da gente e percebi um certo desânimo dos jogadores durante a semana. Tentei recuperar, fizemos de tudo na partida. Foi um grande jogo de assistir, bem aberto com os dois times propondo o jogo. Os goleiros de ambas as equipes foram os melhores dentro de campo. Acabou favorecendo a equipe da Doce Mel. Quando não dependem só de si, as coisas não fluem”, analisou.   O detalhe é que Sales chegou a treinar o Doce Mel por três partidas na competição. Vindo do Jacobina, o treinador ainda trouxe atletas do Jegue da Chapada, que formam a base da equipe finalista do certame estadual. No entanto, o técnico acabou demitido por discordâncias com a diretoria.     “Ficamos três jogos lá. Nós trouxemos os jogadores, perdemos para o Unirb, ganhamos do PFC-Cajazeiras e empatamos com o Olímpia. Por desentendimento com a diretoria, acabamos saindo. Tem um grupo bom. Numa decisão, tudo é possível. Vejo o Olímpia como favorito, por jogar por dois resultados iguais, mas não será nada fácil”, projetou.   De saída do PFC-Cajazeiras, Sales agora foca em administrar um campo de futebol em Jequié. Ainda assim, o treinador não fechou as portas para propostas e admitiu contato com duas equipes baianas para a Copa Governador do Estado.   “Estamos em Jequié e vamos procurar estar aqui todos os dias alugando eventos e amistosos no campo que a gente administra. Temos um contato com dois clubes que vão disputar a Copa Governador, caso aconteça a competição, possa ser que a gente feche com uma dessas equipes”, revelou.

Veja Também

Dupla brasileira do surfe celebra vaga olímpica: ‘Grandes chances de medalha’

A dupla formada por Ítalo Ferreira e Gabriel Medina deu uma “trégua” na disputa pelo ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *