Home / Esportes / Brasileiro revela depressão e diz que aguarda propostas para retornar à NBA

Brasileiro revela depressão e diz que aguarda propostas para retornar à NBA

Atualmente sem clube, o jogador de basquete Lucas Bebê treina individualmente para manter a forma física enquanto espera propostas de times da NBA. Sem atuar desde que deixou o Montakit Fuenlabara, da Espanha, o brasileiro revelou que entrou em depressão e que pensou em parar de jogar.   “Tenho uma filha para sustentar, uma família para ajudar, eu sei que tem pessoas que dependem de mim. Isso me ajudou a não parar. Eu não poderia me render e deveria tirar forças de onde quer que seja para poder voltar a jogar. Por isso parei de comentar minhas tristezas, durante esse período falei com algumas pessoas e elas riram e começaram a debochar. Eles acham que por eu ter uma vida financeira boa e status acharem sou intocável. Todos nós somos seres humanos e pode acontecer com todo mundo e foi o que aconteceu comigo”, contou em entrevista à ESPN.   “Há quatro meses eu diria: ‘Não sei’ [sobre retornar]. Atualmente eu digo que sim, mesmo sem saber se irei. O que me faz ter a certeza que vou voltar é a confiança. Estou treinando e fazendo a coisa certa. Me considero pronto psicologicamente e fisicamente para o desafio”, completou Bebê.   O atleta atuou por quatro temporadas no Toronto Raptors, mas acabou não renovando com a franquia do Canadá. Ele admitiu que um dos motivos para não ter deslanchado na carreira foi o extra quadra, principalmente nas baladas.   “Poderia ter tido mais oportunidades, mas talvez eu não tenha merecido. Todo mundo tem o seu lazer, mas eu passava dos limites. Aprendi com a vida quando fiquei desempregado. Nunca fui ruim de grupo, sempre fui respeitador, mas essa vida de balada pode ter me custado à continuidade na NBA. Estou há três meses sem beber para poder chegar 100% da minha forma física”.

Veja Também

Ex-Bahia, Bebeto espera fazer grande temporada com o Marítimo em Portugal

Revelado na base do Bahia, o lateral-direito Bebeto hoje atua no Marítimo, de Portugal. Em ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *