Home / Destaque / Justiça suspende operações em mais uma mina da Vale em Minas Gerais

Justiça suspende operações em mais uma mina da Vale em Minas Gerais

A Justiça de Minas Gerais determinou nesta sexta-feira (15) a paralisação das operações de barragens de mais uma mina da Vale no estado. A mina de Timbopeba, em Ouro Preto, tem capacidade para produzir 12,8 milhões de toneladas de minério de ferro por ano. A decisão eleva para cerca de 64 milhões de toneladas por ano a capacidade de produção suspensa no país após a tragédia em Brumadinho, no dia 25 de janeiro, que deixou até o momento 203 mortos e 105 desaparecidos. O volume equivale a cerca de 13% da produção nacional de minério de ferro. Parte das minas foi paralisada por decisão da Vale e outra parte, por decisões judiciais. A companhia vem recorrendo para tentar retomar as atividades nessas últimas. Em nota distribuída nesta sexta, a mineradora informou que a decisão de suspender as operações das barragens foi tomada a pedido do Ministério Público de Minas Gerais, após receber notificação com informações preliminares sobre a barragem de Doutor. A Vale alega, porém, que a estrutura possui declaração de estabilidade e foi inspecionada no dia 14 de março por técnicos da ANM (Agência Nacional de Mineração), “que constataram que a estrutura não possui nenhuma anomalia relevante ou situação que comprometa a segurança”. A Justiça determinou multa de R$ 500 mil pelo não cumprimento da decisão. “A Vale informa que atendeu imediatamente a determinação e adotará as medidas cabíveis”, disse a companhia. A mineradora mantém hoje 679 famílias em residências provisórias devido à suspensão de operações em suas barragens. Outros 272 moradores de Brumadinho também estão desabrigados.  

Veja Também

TRF4 mantém ação de improbidade administrativa contra mulher de Vander Loubet

Esposa do deputado federal Vander Loubet (PT-MS), Roseli da Cruz Loubet, responderá à ação de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *