Home / Esportes / Com erro de arbitragem, Juazeirense empata com o Vasco e dá adeus à Copa do Brasil

Com erro de arbitragem, Juazeirense empata com o Vasco e dá adeus à Copa do Brasil

A Juazeirense esteve próxima da classificação para a 2ª fase da Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira (6), no Estádio Adauto Moraes. O Cancão de Fogo vencia o Vasco por 2 a 1, até os 46 minutos da segunda etapa, quando o árbitro Rafael Traci marcou um pênalti duvidoso para o clube carioca, que empatou a partida. Balotelli e Nino Guerreiro marcaram para os mandantes. Yan Sasse e Maxi López fizeram para a equipe da Série A, que se classificou por ter a vantagem do resultado igual.   Após a eliminação no certame nacional, a Juazeirense volta suas atenções para o Campeonato Baiano. O Cancão de Fogo ainda não venceu na competição. O próximo desafio será contra o Jacuipense, no domingo (10), às 16h, no Valfredão, pela 5ª rodada do estadual.   Vale destacar que o jogo entre Juazeirense e Flu de Feira, pela 4ª rodada do Baianão, foi adiado para o dia 20 de fevereiro, por conta da partida da Copa do Brasil.   O JOGO A Juazeirense iniciou a partida com tudo. Logo aos três minutos, Rogerinho enfiou linda bola para Hugo Freitas, o atacante saiu livre cara a cara com Fernando Miguel, mas chutou em cima do goleiro vascaíno. Um minuto depois, Rogerinho bateu colocado no canto, para mais uma boa defesa de Fernando Miguel.   O Vasco respondeu aos nove. Marrony chutou de fora da área, mas Douglas Pires rebateu. No rebote, Bruno César cruzou para Marrony cabecear e o zagueiro Emilio tirar em cima da linha. Na jogada seguinte, Lucas Mineiro apareceu livre e chutou em cima de Douglas Pires.   Vasco abre o placar A pressão vascaína deu resultado. Aos 13, após blitz do clube carioca, Marrony rolou para Maxi López, o argentino chutou travado, mas no rebote, só rolou para Yan Sasse, que bateu livre para o fundo das redes.   Após o gol, o jogo caiu de rendimento. O Vasco só voltou a assustar aos 39. O autor do gol, Yan Sasse, recebeu na esquerda e chutou forte, mas o goleiro Douglas Pires fez grande defesa. A Juazeirense respondeu aos 42. O lateral-direito Ewerton cruzou, Gustavo Balotelli subiu mais que a defesa do Vasco e cabeceou firme, mas a bola foi no centro do gol e ficou fácil para Fernando Miguel defender.   Segundo tempo Buscando a virada, a Juazeirense voltou com tudo e, logo aos 4 minutos, Hugo Freitas chutou no ângulo, mas Fernando Miguel fez mais uma grande defesa.   Juazeirense empata Um dos estreantes da noite, o atacante Gustavo Balotelli brigou pela esquerda, ganhou de Cáceres, invadiu a área e chutou no cantinho, sem chances para Fernando Miguel, para empatar a partida aos cinco minutos.   Aos 16, o jogo precisou ser interrompido após problema nas torres de iluminação do Estádio Adauto Moreira.  A partida foi reiniciada 27 minutos depois.   Virada da Juazeirense Aos 31, em cobrança de lateral jogada para área, Balotelli ganhou e foi puxado por Leandro Castán. Pênalti para Juazeirense, que Nino Guerreiro converteu.   Vasco empata em pênalti duvidoso O árbitro Rafael Traci marcou um pênalti duvidoso para o Vasco aos 46 minutos. Sem nada a ver com isso, o argentino Maxi López converteu e classificou a equipe cruzmaltina.    FICHA TÉCNICA Juazeirense x Vasco Copa do Brasil – 1ª fase Local: Estádio Adauto Moraes, em Juazeiro Data: 06/02/2019 (quarta-feira) Horário: 20h30 (horário de Salvador) Árbitro: Rafael Traci (PR) Assistentes: Ivan Carlos Bohn e Jefferson Cleiton Piva da Silva (PR) Cartões amarelos: Bruno César e Leandro Castán (Vasco) / Emilio e Gustavo Balotelli (Juazeirense) Gols: Yan Sasse e Maxi López (Vasco) / Gustavo Balotelli e Nino Guerreiro (Juazeirense)   Juazeirense: Douglas Pires, Ewerton (Maicon), Emilio, Emerson e Wallace; Waguinho, Patrik e Rogerinho (Katê); Hugo Freitas (Jacó), Nino Guerreiro, Gustavo Balotelli. Técnico: Aroldo Moreira.   Vasco: Fernando Miguel; Raul Cáceres, Werley, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Andrey, Lucas Mineiro, Bruno César (Thiago Galhardo); Máxi Lopez, Marrony e Yan Sasse (Pikachu). Técnico: Alberto Valentim.

Veja Também

Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai terão candidatura unificada para Copa de 2030

Os presidentes Mauricio Macri (Argentina), Tabaré Vázquez (Uruguai), Mario Abdo (Paraguai) e Sebastián Piñera (Chile) ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *