Home / Destaque / Assessor jurídico que sumiu no dia do aniversário é achado morto na BA

Assessor jurídico que sumiu no dia do aniversário é achado morto na BA

O advogado Júlio Zacarias Ferraz, de 43 anos, que estava desaparecido há mais de 15 dias, na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, foi encontrado morto nesta terça-feira (5). Segundo a Polícia Civil, o corpo da vítima estava no Instituto Médico Legal (IML) de Santo Amaro, município no recôncavo da Bahia. Ele foi achado na localidade de Oliveira dos Campinhos, na cidade, um dia depois do sumiço do advogado, mas ainda não tinha sido identificado.
Conforme a polícia, a identidade foi confirmada depois que a família denunciou o desaparecimento de Júlio. Segundo o coordenador regional da Polícia Civil, delegado Roberto Leal, a vítima estava sem roupas e teve as mãos amarradas. O corpo tinha duas perfurações de tiros. Ainda não há informações sobre a autoria do crime. O caso está sob investigação da Polícia Civil.
Além de advogado, Júlio era amigo e assessor jurídico do vereador Gilmar Amorim (PSDC), de Feira de Santana. A polícia não acredita que o caso tenha relação com o trabalho de Júlio, mas não descarta a possibilidade. Segundo familiares, Júlio será enterrado na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, onde a família mora. No entanto, não se sabe ainda quando será o sepultamento, porque, até esta terça-feira o corpo ainda não havia sido liberado pelo IML.
O advogado desapareceu em 15 de janeiro deste ano, no dia do aniversário dele. O irmão de Júlio, Braulio Zacarias Ferraz, conta que falou com o irmão pela última vez por meio de aplicativo de mensagem de texto. A última vez foi no dia 15 de janeiro. Foi o aniversário dele [Júlio] de 43 anos. Eu desejei parabéns por um aplicativo e ele agradeceu também por esse aplicativo de celular, por volta das 11h30″, contou Braulio.
A família de Júlio é de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia. O advogado morava sozinho em Feira de Santana. “O proprietário da casa onde ele reside me procurou: ‘Vereador, onde é que o Júlio anda, porque ele não tem mais frequentado a casa’. E daí foi que partiu, despertou a gente para que viesse a fazer as buscas”, disse o vereador Gilmar Amorim.. O desaparecimento foi registrado na delegacia da cidade pela família na segunda-feira (4). Contudo, o caso já havia chegado ao conhecimento da polícia no último sábado (2). A subseção de Feira de Santana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) acompanha a situação.

Veja Também

Justiça bloqueia R$ 3,6 bi de MDB, PSB, políticos e empresas na Lava Jato

O TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) determinou o bloqueio de ao menos R$ ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *