Home / Destaque / ITABUNA: PARTE DOS SERVIDORES MUNICIPAIS CONTINUA SEM OS SALÁRIOS DE DEZEMBRO

ITABUNA: PARTE DOS SERVIDORES MUNICIPAIS CONTINUA SEM OS SALÁRIOS DE DEZEMBRO

Durante todo o ano de 2018 os servidores municipais de Itabuna conviveram com o atraso de salários. Não houve um mês sequer em que recebessem seus vencimentos no quinto dia útil do mês, como determina a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), de acordo com o Sindicato da categoria.

Segundo o sindicato, a prefeitura ainda deve mais de dois milhões em salários. Secretarias como Assistência Social, Sedur, Sesttran, Adei e a própria Administração estão com vencimentos pendentes. “Estamos no final do mês de janeiro e mais da metade do funcionalismo ainda não recebeu os salários de dezembro. É muito descaso!”, protesta Wilmaci Oliveira, presidenta do Sindserv (Sindicato dos Servidores e Servidoras Municipais de Itabuna).

Por diversas vezes, em 2018, o sindicato denunciou ao Ministério Público os constantes atrasos de salários, além de outras irregularidades, como não pagamento de férias, FGTS, além do assédio moral. Mas a prefeitura ignorou as recomendações do MP no sentido regularizar os pagamentos. Recentemente o órgão questionou o Sindserv como anda a situação da categoria. “Tudo como antes no Quartel de Abrantes”, confirma o ditado e o sindicato.

O Sindiserv denuncia, também, que o governo faz questão de descontar os dias de quem participa das manifestações promovidas pelo sindicato. “A categoria está triste, sem esperança, sem perspectiva. Mas temos que nos levantar e lutar. Se depender da boa vontade dessa administração, que não respeita sequer a dignidade humana, continuaremos sem nossos salários, afundando em dívidas e depressão”, concluiu Wilma.

O post ITABUNA: PARTE DOS SERVIDORES MUNICIPAIS CONTINUA SEM OS SALÁRIOS DE DEZEMBRO apareceu primeiro em Ipolitica.

Veja Também

Advogado de 19 anos de Brasília é o mais jovem do mundo a fazer mestrado em Harvard

O brasiliense Mateus Costa Ribeiro, de 19 anos, é o mais jovem do mundo a ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *