Home / Destaque / Ilhéus perde inspetoria da Secretaria da Fazenda

Ilhéus perde inspetoria da Secretaria da Fazenda

A partir de agora, os empresários de Ilhéus e de diversos municípios da região, com pendências na Secretaria da Fazenda deverão procurar o órgão no município de Itabuna. O Governo da Bahia fechou da Inspetoria da Secretaria da Fazenda em Ilhéus, que deverá ser agregada a de Itabuna. A decisão gerou uma enorme preocupação entre os munícipes, mas até o momento não houve nenhum comunicado oficial de nenhum representante da cidade, seja político ou da sociedade civil organizada, solicitando do secretário da Fazenda do Estado da Bahia, Manoel Vitório da Silva Filho, que a Sefaz da cidade não seja desativada. A medida é vista como lamentável, já que a arrecadação passaria para o município vizinho.

No sistema da Sefaz já é possível constatar que a fiscalização será realizada pela repartição da cidade vizinha. A migração dos dados teria ocorrido sem qualquer tipo de aviso aos funcionários lotados em Ilhéus. Conforme as fontes, o pedido do prefeito Mário Alexandre ao governador Rui Costa solicitando o prédio da Sefaz para alocar o setor de tributos do município teria ajudado a impulsionar a decisão. Dois deputados estaduais (Eduardo Salles e José Neto) tentaram reverter a decisão e manter a inspetoria. O ajuste fiscal determinado pelo governador, que prevê cortes substanciais de gastos, também pesou para que a decisão da saída da inspetoria de Ilhéus fosse tomada.

Ainda de acordo com as fontes ouvidas pelo DI, o Governo do Estado deveria levar em consideração o fato de que a inspetoria da Sefaz em Ilhéus foi a primeira da Bahia.“Durante muitas décadas, Ilhéus sustentou a capital com a arrecadação do cacau, quando ainda não tinha o petróleo. Com o crescimento industrial na capital e com a crise do cacau, a arrecadação de Salvador e região metropolitana diminuiu os índices de arrecadação em Ilhéus. Hoje, nós somos hoje a terceira cidade em PIB, tirando Salvador e RM. Perdemos apenas para Teixeira de Freitas e Vitória da Conquista. Se houver uma mobilização para viabilizar a atração de novas empresas e alavancar a geração de empregos, Ilhéus, facilmente pode melhorar seu PIB, basta que haja empenho político”, afirmou a fonte.

Ainda de acordo com a fonte, a classe política precisa tomar providência e buscar uma forma de reverter essa situação. “Com a medida, a partir de agora, está sob a competência da inspetoria de Itabuna a fiscalização em Ilhéus. Isso tira força de Ilhéus. Num momento em que vários empreendimentos estão sendo aguardados para a cidade, como Porto Sul e novo aeroporto, Ilhéus perde e muito. É preciso fazer um levantamento histórico, para garantir que a cidade e cidades circunvizinhas não sejam prejudicadas.

Além de Ilhéus, a inspetoria local da Sefaz responde por Una, Canavieiras, Itacaré, Ubaitaba, Uruçuca, Ibirapitanga e Maraú. “Todas as questões envolvendo o pagamento de impostos estaduais, desses contribuintes, que não são poucos, eram resolvidas em Ilhéus. comerciantes e contadores dessas cidades ajudam a movimentar a economia na cidade, além de buscar atendimento na Sefaz. “Ao vir até a Sefaz de Ilhéus, essas pessoas utilizam nossos serviços, compram no comércio e ajudam a aquecer nossa economia”.

 

O descaso dos governo do Estado é do município é gritante ( Foto – Emílio Gusmão)

 

Veja Também

PRESIDENTE DA ALBA, NELSON LEAL VISITA HOSPITAL CRISTO REDENTOR EM ITAPETINGA

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia – ALBA, o deputado estadual Nelson ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *